Lições que o esporte nos dá…

8856136316_3ed635d09c_zComo todo bom fã de futebol tenho acompanhado de perto (apesar de não ter sido sorteado com nenhum ingresso) o Mundial de Seleções no Brasil.

Confesso que estou muito impressionado com o trabalho dos técnicos, pois em muitos jogos o time sai perdendo no primeiro tempo para em seguida esboçar uma reação digna de primeira página de jornal.

Mas o que acontece naqueles 15 minutos?

O time é o mesmo, a situação é a mesma, o que muda?

Como gestor gosto de fazer analogias para simplificar minhas ideias, o que ajuda a se fazer “compreendido”.

O trabalho de técnico, assim como o de um gestor, não é simples. O que não falta são pessoas dispostas a dar opiniões e “receitas” de sucesso, mas poucas delas estão dispostas a assumir a responsabilidade por algo tão grandioso quanto um time ou um departamento em uma corporação.

Infelizmente (ou felizmente) o técnico / gestor não joga; não entra em campo para dar passes precisos ou realizar tarefas técnicas complexas. Ele “apenas” organiza as coisas… Coloca cada talento em seu devido lugar!

Se um integrante da equipe é bom na defesa (ou é um excelente técnico, mas sem capacidade de lidar com o público) nada melhor que deixa-lo mais recuado (como um analista nível II); em contrapartida se outro elemento é rápido, ágil e corajoso com certeza pode ser um meio campo ou atacante (pode ficar com posições de interação com o púbico, como levantamento de requisitos ou coordenar uma equipe de campo)…

Enfim, as opções são muitas, mas exigem um “olhar” apurado, um pouco de experiência e muita dedicação… Gerenciar não é fácil (ao contrário do que a maioria pensa) e exige muita responsabilidade. A cada dia que passa é necessário planejar, pensar, avaliar, negociar…

A parte mais difícil é passar a visão para a equipe, buscar o envolvimento de cada um, indicar o “Norte” sem que o grupo esteja visualizando a “bússola”.

O Mundial de Seleções pode ser emocionante de 4 em 4 anos; mas a cada mês que fecho com “saldo positivo” em meu departamento comemoro como se fôssemos campeões, pois cada membro desse time (que joga todo dia) cumpriu seu papel…

E nosso troféu? Bom, ele se chama reconhecimento e satisfação profissional… Atualmente somos campeões… que venha o próximo mês!!!

Obs. 1: congratulo todos os técnicos esportivos e todos os gerentes, afinal não é fácil ser “vidraça”.

Obs. 2: a imagem usada nesse post possui licença Creative Commons e pode ser encontrada aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.