Empresas: cuidado com o funcionário que desejam! Ele pode aparecer…

Depositphotos_52353553_mEstava conversando com um de meus colegas de profissão e surgiu uma demanda para indicação de um profissional, a empresa na qual ele trabalha estava à procura de “currículos” visando completar uma vaga interna…

Pedi para que ele me enviasse os pré-requisitos da oportunidade, pois como conheço muita gente, possivelmente conseguiria indicar alguém.

Quando recebi o e-mail com as informações confesso que fiquei estupefato, segue o motivo:

“… profissional com experiência para trabalhar em equipe, certificações (PMP , ITIL e desejável BPM), inglês fluente (desejável espanhol)… salário [aqui quase caí da minha cadeira] R$ 5.000,00, benefícios inclusos…”

Não resisti e liguei para meu colega e com um tom jocoso perguntei à ele quanto tempo essa vaga estava em aberto e qual era especificamente a função do “novo profissional”, segue um breve relato de nosso diálogo:

[Colega] – Essa vaga é para analista de projetos, temos uma infinidade de trabalho aqui e nosso gerente de projetos está precisando de uma “força extra”!

[Eu] – Entendi, e para isso vocês querem um PMP?

[Colega] – Sim, afinal o candidato precisa conhecer as melhores práticas. Não queremos uma pessoa na qual tenhamos que ensinar todo o trabalho.

[Eu] – Muito interessante. No caso do ITIL, que tipo de serviço o “candidato” vai gerenciar? Seria para TI?

[Colega] – Bom, nesse caso não sei te responder. Mas deve ter relação com a “grade de conhecimento”…

[Eu] – Ah sim, a grade… Outra questão, BPM? Ele vai levantar, analisar, otimizar os processos?

[Colega] –  Com certeza! Não podemos deixar o “cara” encostado aqui quando a baixa de projetos aparecer…temos muitos processos internos para melhorar.

[Eu] – Camarada, se aparecer algum candidato com esses requisitos por aí, me faz um favor?

[Colega] – Claro, o que é?

[Eu] – Manda pra cá que eu contrato por R$ 5.500,00!

Obs.: a imagem usada nesse post foi adquirida nesse site.