Inteligência Artificial

Autor: Kai-Fu Lee

Editora: Globo Livros

O livro possui a meta de ser um divisor no entendimento do que irá acontecer em um futuro próximo, no entanto, na minha opinião, 2/3 da obra estão presas em um ciclo de repetição de informações no qual o leitor precisa se esforçar para retirar algo de produtivo.

No último terço, a obra torna-se autobiográfica e a partir desse momento é possível vislumbrar a mudança pessoal e profissional que muitos executivos em atividade sonham em promover, porém não possuem “força”, ou “coragem” para levar a cabo…

Para mim, foi mais do que suficiente. Gostei das ideias e entendi que o autor apenas flertou com o futuro, mas o trabalho de anos a fio com o tema da Inteligência Artificial deixou-o mais humano, afável e acabou aproximando-o de sua família, que como na vida de qualquer executivo é a primeira opção a ser colocada de lado no quesito prioridades.

A competição desenfreada, muitas vezes consigo mesmo não pode ser um fator no qual a pessoa acabe sozinha, afastado da vida cotidiana e dos melhores momentos de sua família. Tudo tem um limite! E foi isso que enxerguei em uma obra que trata de Inteligência Artificial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.