Como se faz backup atualmente?

Fonte: DepositPhotos

Já perdi a conta de quantas vezes precisei de minhas fotos… nem sempre elas estavam em meus dispositivos. Como me considero uma pessoa precavida mantenho meus arquivos em “nuvens”, que nada mais são que servidores de arquivos ofertados através da Internet onde a pessoa que utiliza o serviço paga um preço nem sempre módico.

No início de minha carreira, o backup era um termo relegado à tragédia. Os profissionais somente tinham lembrança dele quando problemas aconteciam. Um servidor queimado, um ataque de vírus ou mesmo algum alto executivo desavisado e com dedos pesados sobre a tecla delete.

Hoje em dia, existe política para o backup e ele certamente compõe a estratégia de segurança das companhias. Existem profissionais dedicados a esse tipo de atividade e temos até mesmo softwares automatizados que facilitam a nossa vida quando o assunto é manter arquivos prontos para o restore.

Lembro de tragédias que ouvi em rodas de amigos, na maioria profissionais do segmento, sobre tentativas desastrosas de restauração de arquivos. Um caso clássico, mas tenham certeza que ainda é muito comum, é não testar se os arquivos mantidos como backup estão realmente funcionando; e na hora em que você mais precisa deles toda aquela sensação de segurança cai por terra, pois os arquivos têm falhas e não podem ser restaurados… Já vi executivo trancado no banheiro e dizendo baixinho em seu telefone que não estava passando bem!

Não gosto muito de falar sobre produtos ou marcas, mas recentemente adquiri uma solução da ArcServe e estou perplexo com tamanha tecnologia! O nível de automação, segurança, confiabilidade e velocidade é tanto que fiz uns testes em minha prova de conceito que me impressionaram: Restaurei um servidor de arquivos com a minha antiga solução (tempo: 15 dias. Isso mesmo! Dias.) e na nova proposta (tempo: 3 minutos. Nem discuti o resultado com meu time de infraestrutura.).

Me pergunto se todas as pessoas ficam atentas a esse tipo de situação, pois um arquivo, seja ele um texto, uma foto ou um vídeo, não tem preço. Ou tem, nas mãos de pessoas erradas, principalmente um hacker sacana. Backup sempre!